Banco de Ideias

HIPPIE QUE VENDIA BIJUTERIAS NA PRAIA ABRE REDE QUE FATURA R$ 10 MILHÕES

João José Azevedo começou o negócio produzindo suas próprias semijoias em Ilhéus, na Bahia

O negócio de João José Azevedo, começou de um jeito bem simples. Com apenas 16 anos, Coco, como é conhecido, começou a produzir suas próprias bijuterias e miçangas em Ilhéus, na Bahia. 40 anos depois, ele é dono da rede de franquias de joias e semijoias ArtCoco, que faturou R$ 10 milhões em 2017.

Quando começou o negócio, em 1978, Coco saía todo dia de manhã para vender bijuterias nas praias de Ilhéus. “Eu vendia tudo o que eu tinha até o fim do dia”, diz Coco. O sucesso das vendas fez com que ele decidisse abrir um quiosque em um mercado de artesanato da cidade.

Coco, ArtCoco (Foto: Arquivo Pessoal)

“A partir daí ninguém me segurou mais”, diz Coco. Neste local, o empreendedor passou a ser reconhecido pelos cidadãos da cidade e pelos turistas que queriam comprar uma lembrança.

Passaram-se 10 anos e Coco percebeu que era o momento para expandir os seus negócios além de Ilhéus. Ele escolheu a cidade de Vitória da Conquista, também na Bahia, para abrir uma loja física.

Nesta época, ele percebeu que havia uma nova demanda de mercado e que ele precisaria fazer mudanças para continuar crescendo. “Eu precisei me adaptar e começar a investir em peças que iam além do meu artesanato”, afirma.

A solução foi terceirizar parte da fabricação e começar a trabalhar com joias e semijoias.  Hoje, a marca ainda é responsável por 50% do processo de produção, realizando, por exemplo, os banhos de ouro dos itens. Além dos modelos banhados, a empresa também conta com itens de prata.

Mas o empreendedor percebeu que sua marca estava trabalhando no limite de produção e faturamento, o que poderia ser resolvido se ele criasse novos canais de vendas.

Foi criada então, em 2012, a loja virtual da ArtCoco, que chamou atenção de empresários interessados em abrir franquias da marca. O responsável pelo franchising é Alex Andrade, diretor de expansão da ArtCoco.

“Vimos um potencial para crescimento e começamos o processo de franchising há três anos. Por enquanto, estamos apenas no Nordeste mas temos planos de abrir franquias no Norte também”, diz Andrade.

Atualmente, a rede conta com 16 unidades em cidades baianas como Itabuna, Teixeira de Freitas, Nova Viçosa e Porto Seguro.

Este artigo foi originalmente publicado por Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Close

Adblock Detectado

Ajude-nos a manter o site no ar desabilitando seu Adblocker