Dicas

Liderar pelas Virtudes?

Devo caminhar pelas minhas virtudes e pelas virtudes de quem comigo interage, assim como sei que devo manter uma conduta exemplar, ser um exemplo vivo a ser seguido, estar sempre presente e pronto a ajudar o próximo?

Sim, baseado em Platão (427 AC): “A Conduta Virtuosa é a manifestação dos bons princípios de uma Alma evoluída” / “A Virtude não é apenas uma característica, é uma predisposição ao Bem, uma verdadeira inclinação de acioná-lo”. Aristóteles (384 AC), porém, 43 anos depois de Platão, fez outra abordagem do tema: “As virtudes humanas não são natas, são elementos que se constroem e complementam a personalidade das pessoas ao longo da vida”.

Considerando que somente houve diferentes abordagens e não contraposições entre os dois filósofos, entendo que devo caminhar pelas minhas Virtudes e pelas Virtudes de quem comigo interage, assim como sei que devo manter uma conduta exemplar, ser um exemplo vivo a ser seguido, estar sempre presente e pronto a ajudar o próximo.

QUAIS SÃO AS VIRTUDES QUE DEVO DESENVOLVER?

Platão e outros filósofos gregos resumiram todas as virtudes humanas em quatro tipos distintos: prudência, justiça, fortaleza e temperança. Creio que por aí poderá entendimentos parciais, dada à interpretação relativa de cada um…
Apesar do meu entendimento relativo ainda, creio que assim posso definir essas 04 virtudes:

1– Prudência é agir de forma justa, ponderada e cuidadosa.

2– Justiça é a constante e firme vontade de tudo fazer de acordo com o direito, a razão, a equidade e a deliberação equilibrada.

3– Fortaleza é qualidade ou caráter da força moral, serenidade e firmeza dos fortes.

4– Temperança é compostura e leveza de espírito, qualidade de quem é moderado, comedido.

O A, B, C, D, E DA CONDUTA VIRTUOSA

A– Integrar, em si, as 04 Virtudes que os filósofos gregos nos legaram e só praticar atos justos.

B– Recordar fatos, ao final de cada dia, para verificar se teve alguma conduta não virtuosa, mas sem sofrimentos, porque a ideia é evoluir sem esforço.

C– Adotar a Ética Humanista e dispensar formas autoritárias de liderar.

D– Manter humanizado seu ambiente de trabalho.

E– Desenvolver as virtudes de cada colaborador, dentro de uma visão conceitual do ‘todo’.

Sabemos que um Homem Sábio sempre procura caminhar pelas Virtudes dele e de quem com ele interage, por ser “melhor intensificar a Luz do que criar trevas” (aspectos positivos X aspectos negativos de cada persona). Só que muitas vezes acontece o fato de líderes se perderem em algum ponto de sua liderança, normalmente no ponto da confusão sobre o que é melhor para a empresa e sobre o que é melhor para ele mesmo (trevas). Mudar, tão logo decidir fazê-lo, também é uma Virtude (Luz), mas só será um ato virtuoso se e quando você acionar a mudança.

Sei que mudar é muito difícil para quem foi programado a vida toda para ter medo de mudanças. Sei que mudar a si mesmo é mais difícil ainda, porque o ser humano tem a tendência de adiar as coisas e deixá-las para depois. O problema é que isto se torna um hábito não virtuoso que nos faz adiar coisas inadiáveis e enlameia nossas Virtudes.

POR QUE O HOMEM INSISTE EM CRIAR HÁBITOS NEFASTOS QUE SE CONTRAPÕE ÀS SUAS VIRTUDES?

Duro reconhecer que boa parte da humanidade esteja nessa triste realidade, ao invés de iluminar suas Virtudes para poder ofuscar suas não virtudes e, ao mesmo tempo, acabar de vez com as trevas de sua medíocre existência.

O medo de errar aborta a coragem de acionar e enfrentar cada situação com escolhas mais assertivas. Um líder virtuoso deve ser corajoso a ponto de reconhecer os medos que têm e deve fazer da humildade uma “Rotina de Gestão”. Os fracassos e erros acontecem mesmo, aí cabe a você desculpar-se e corrigir as situações que criou.

Conceitos virtuosos devem ser aplicados como um “Facilitador de Comunicação”, pessoa-a-pessoa, até que o Grupo inteiro perceba o fato de que seu Líder se interessa por todos. Essa é uma forma sutil de ensinar e mobilizar pessoas. Integrar conceitos humanos e éticos ajuda a liderar e desenvolver pessoas para atingir um objetivo. Não é fácil, mas é um grande desafio e devemos praticar todas essas Virtudes em cada oportunidade, no ponto da necessidade.

Sinceridade é traço de caráter e é a manifestação comum de uma persona gentil e leal. Um Líder Virtuoso, mesmo querendo preservar os sentimentos alheios, por ser sincero não usa “mentiras piedosas”, porque sabe que a palavra dele precisa ter peso e credo para ser recebida como algo sólido, inquebrantável e mais do que um contrato escrito.

POR QUE NÃO ADOTAR O HÁBITO DE FAZER COM QUE SUAS VIRTUDES SEJAM UM HÁBITO?

Boa ideia, podemos voltar ao que Aristóteles disse: “A Virtude está no hábito”. Mas, para rapidamente alcançar isso, é preciso abrir-se à possibilidade de que nem sempre 2+2 será igual a 04, porque muitas vezes é melhor dizer ‘não’ do que ‘sim’ e vice-e-versa, desde que seja uma manifestação consciente e virtuosa. Fazer horas extras no trabalho, rotineiramente, poderá ser péssimo porque demonstra que você não sabe gerenciar o próprio tempo ou você…

Moracy das Dores é um Mercadólogo reconhecido pelo MEC, especialista em Marketing, Comunicação e Vendas. Atual Consultor de Marketing e Endomarketing da Trade Call Service. Escreveu e publicou dois livros: “Para sua vida melhorar, basta saber negociar” e “O Objetivista e a nova forma de ser e de estar no planeta Terra”.

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Close

Adblock Detectado

Ajude-nos a manter o site no ar desabilitando seu Adblocker